quinta-feira, 7 de maio de 2020

// O Varejo Reage com Tecnologia

Preocupadas com a crise causada pelo novo coronavírus, associações facilitam a recolocação de profissionais no setor.

Batizada de Vagas no Varejo, a iniciativa espera minimizar os impactos provocados pelo novo coronavírus ao facilitar a recolocação de profissionais no mercado de trabalho e preservar a atividade empresarial. Em linhas gerais, trata-se de uma plataforma que oferece vagas oferecidas por empresas varejistas de todo Brasil. 

Ela funciona como uma Catho, porém exclusiviamente para varejista.

O lançamento oficial da plataforma aconteceu no último Dia do Trabalho (1º de maio). O projeto foi idealizado pela Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), Associação Brasileira de Prevenção de Perdas (Abrappe) e Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Outras 26 entidades participam da ação.

Indicadores do Ibre/FGV mostram que a crise pode deixar até 12,6 milhões de desempregados e contrair em cerca de 15% a renda dos trabalhadores brasileiros.

“Temos unido esforços em prol da redução dos impactos econômicos e sociais sobre a atividade do varejo. Só o segmento de vestuário, calçados e artigos têxteis para o lar responde pela geração de 917 mil empregos em todo o País. 

Neste momento, o foco do varejo de moda está na preservação do emprego e renda”, diz Edmundo Lima, diretor executivo da ABVTEX.

Como funciona

O aplicativo Vagas no Varejo está disponível em todas as plataformas móveis (iOS e Android). Para se cadastrar, o candidato destaca sua área de atuação, experiências profissionais e disponibilidade de horários. As entrevistas serão feitas online.

As empresas interessadas em recrutar profissionais têm uma área exclusiva no portal. Lá, poderão cadastrar as oportunidades de emprego e serão responsáveis por excluir as vagas que forem preenchidas. Para anunciar na plataforma é necessários assinar um termo firmando o compromisso de não utilizar as informações de candidatos para qualquer outra finalidade, como venda de produtos ou serviços.

Rápida adesão

As primeiras reuniões para discutir o movimento tiveram início no fim de março e, em apenas 15 dias, ganharam a adesão de mais 17 entidades.

“A redução do ritmo da economia e o desemprego são consequências inevitáveis da crise, e a retomada tende a ser muito lenta em alguns setores. Com essa estratégia, empresários e dirigentes da iniciativa privada somam esforços e competências para reverter mais rapidamente esse quadro e manter o nível de emprego e renda para muitas famílias”, afirma Sergio Mena Barreto, CEO da Abrafarma.

FONTE:
https://www.consumidormoderno.com.br/2020/05/04/plataforma-emprego-varejo/


---

Conheça toda a nossa Plataforma Única.


SITE: b2u.com.br
Facebook: b2usistemas.com.br
LinkedIn: b2u-sistemas
Instagram: @b2u.sistemas

☎️ (11) 3961-5531
✉️ contato@b2u.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário